Rastreamento de doenças cardiovasculares

Exames indicados para rastreamento de doenças cardiovasculares:

Coleta de colesterol total e fracionado: em pacientes sem fatores de risco deve ser realizada, no mínimo, em homens a partir dos 35 anos de idade e em mulheres a partir dos 45 anos de idade. Caso o paciente tenha histórico de doenças cardiovasculares na família e pertença a grupos de risco (obesidade, por exemplo), a pesquisa deverá ser realizada a partir dos 20 anos de idade.


•Glicemia de jejum e hemoglobina glicada: indicadas para rastreamento de diabetes. A glicemia mede o nível de glicose no sangue; a hemoglobina glicada mede o nível de açúcar no sangue nos últimos três meses. O exame deve ser realizado no mínimo a partir dos 40 anos de idade e repetido a cada cinco anos, caso não haja histórico de diabetes na família, obesidade ou hipertensão. Se o paciente pertencer aos grupos de risco, a coleta deve ser anual e de forma mais precoce, conforme determinação médica.


• Medida da pressão arterial: a hipertensão, que acomete cerca de 30% da população, na maioria das vezes de forma silenciosa, é uma das principais causas de acidente vascular cerebral (AVC) e afastamento precoce do trabalho antes dos 40 anos de idade. O exame deve ser realizado a partir dos 18 anos. Não se tem evidência para recomendar um ótimo intervalo para rastreio de hipertensão, no entanto, recomenda-se que ela seja medida a cada dois anos nas pessoas com pressão abaixo de 120 x 80 mmHg e anualmente, caso a pressão sistólica (pressão máxima medida quando o coração se contrai) esteja entre 120 e 139 mmHg e a diastólica (pressão mínima quando o coração se dilata) entre 80 e 90 mmHg. O ideal é que a primeira medida seja feita em ambos os braços. Considera-se o valor da pressão no braço cujo valor foi maior.


•Tomografia das coronárias: avalia o chamado escore de cálcio, o nível de calcificação (obstrução) das artérias coronárias. É indicada para pacientes selecionados com risco moderado de desenvolver uma doença arterial coronariana, principalmente aqueles com mais de 55 anos de idade. Cabe ao médico decidir sobre a realização do exame em idade mais precoce.



Para mais informações: contate ACESSO SAÚDE de São Bernardo do Campo (11) 4121-9000 www.acessosaudesbc.com.br



#Fonoaudiologia

Posts Em Destaque
Posts Recentes