SUA SAÚDE


O que fazer para manter sua saúde em dia:


Praticar exercícios físicos regularmente; evitar o consumo de açúcar, evitar gorduras saturadas e bebidas alcoólicas; dormir bem; não fumar; diminuir a ingestão de sal; incluir porções de frutas, legumes e verduras na dieta; e, na medida do possível, procurar o equilíbrio emocional são dicas que todo mundo conhece para manter a saúde em dia.

Mas será que só elas são capazes de nos deixar longe das doenças?


Além das dicas básicas citadas acima, algumas ações, como manter as vacinas atualizadas e a realização de alguns exames específicos, também contribuem para a melhoria da saúde e para a prevenção de agravos. Vale lembrar que nenhum exame previne doenças; o que previne é a mudança de estilo de vida e o tratamento precoce de alterações apontadas pelos exames solicitados pelos médicos durante as consultas..


Confira a seguir se suas vacinas estão em dia e quais exames de rastreamento são importantes de serem realizados para detectar precocemente doenças como câncer e diabetes.

Imunização


Com o passar dos anos, muitas vacinas podem perder seu efeito protetor, sendo necessárias novas doses para reforço do efeito imune, como a do tétano, que deve ser tomada a cada dez anos. Algumas são importantes para determinados grupos, como a da gripe, que é recomendada especialmente para pacientes com doenças pulmonares crônicas, como a asma, que são mais suscetíveis a infecções respiratórias. Também os cardiopatas, imunossuprimidos, idosos, gestantes e profissionais da saúde devem ser vacinados anualmente contra a gripe, pois as cepas contidas na vacina variam.


As vacinas contra o pneumococo são indicadas para todas as pessoas com mais de 65 anos de idade e para qualquer pessoa que apresente doença respiratória crônica, seja cardíaca ou imunossuprimida (como os pacientes com HIV e os que não têm o baço). Mais recentemente foi licenciada a vacina contra o herpes-zoster (cobreiro), doença transmitida sexualmente e que traz muita dor ao paciente. Essa vacina está indicada para todas as pessoas com mais de 50 anos de idade, exceto para os imunossuprimidos, pois contém vírus vivos atenuados (quando o vírus está vivo, mas sem capacidade de produzir a doença). Outras vacinas com vírus vivos, como as de caxumba, rubéola, sarampo, febre amarela, varicela, rotavírus, BCG e poliomielite oral, também não devem ser tomadas por pacientes com imunodepressão acentuada.

As de febre amarela e febre tifoide são indicadas para quem viaja para locais onde o risco da doença é elevado. Também quem reside em áreas de maior risco deve tomar a vacina de febre amarela.

Adultos podem tomar vacinas em qualquer idade, desde que indicadas. Mas a vacina de febre amarela, por exemplo, pode apresentar efeitos colaterais nas pessoas com mais de 60 anos de idade, que apenas devem tomá-la com indicação precisa, e não por motivos burocráticos. Alguns países exigem a vacina para se protegerem da entrada de alguns tipos de vírus. Nos casos em que o paciente apresenta risco de receber a vacina indicada burocraticamente, o médico pode fazer uma 'waiver letter', uma carta de renúncia que explica às autoridades sanitárias a contraindicação da vacina.

Confira no site da Sociedade Brasileira de Imunizações quais vacinas são indicadas para você e sua família.


Exames de rastreamento

Os exames de rastreamento são testes que permitem detectar uma doença precocemente e, em alguns casos, até preveni-la. Dentre as principais causas de morte atualmente, estão as doenças cardiovasculares e o câncer. Por isso, alguns exames de rastreamento são fundamentais para diagnóstico e tratamento precoces.


As mortes por doenças cardiovasculares geralmente estão relacionadas à falta de prevenção, o que inclui a adoção de uma alimentação saudável e prática de exercícios físicos regularmente, além do diagnóstico e tratamento adequado de fatores de risco como pressão alta, diabetes e colesterol alto. Já o câncer é uma doença multifatorial, associada atualmente ao estilo de vida inapropriado e ao envelhecimento populacional, isto é, quanto maior a expectativa de vida da população, maior costuma ser sua incidência. Cerca de 12% dos casos de câncer são de origem genética.


Cerca de 80% das doenças cardiovasculares, por exemplo, podem ser prevenidas. Estudos também apontam que, se uma pessoa deixar de fumar, em um ano ela diminui em 50% o risco de infarto.


Ressalta-se a importância da prática de atividade física aliada aos exames diagnósticos. A mudança de estilo de vida impacta positivamente o risco de uma pessoa desenvolver um câncer em cerca de 40%.

Abaixo, citamos os principais exames que devem ser realizados, em qual idade devem começar a ser feitos e com que frequência.


O que fazer para manter sua saúde em dia:


Praticar exercícios físicos regularmente; evitar o consumo de açúcar, evitar gorduras saturadas e bebidas alcoólicas; dormir bem; não fumar; diminuir a ingestão de sal; incluir porções de frutas, legumes e verduras na dieta; e, na medida do possível, procurar o equilíbrio emocional são dicas que todo mundo conhece para manter a saúde em dia.

Mas será que só elas são capazes de nos deixar longe das doenças?


Além das dicas básicas citadas acima, algumas ações, como manter as vacinas atualizadas e a realização de alguns exames específicos, também contribuem para a melhoria da saúde e para a prevenção de agravos. Vale lembrar que nenhum exame previne doenças; o que previne é a mudança de estilo de vida e o tratamento precoce de alterações apontadas pelos exames.


Confira a seguir se suas vacinas estão em dia e quais exames de rastreamento são importantes de serem realizados para detectar precocemente doenças como câncer e diabetes.


Para mais informações, entre em contato com Acesso Saúde São Bernardo do Campo

Tel. 11 4121-9000 ou www.acessosaudesbc.com.br


:


#Fonoaudiologia

Posts Em Destaque