CLAREADORES DENTAIS SÓ PODEM SER VENDIDOS COM RECEITA


Anvisa determina restrição para prevenir problemas provocados pelo uso sem orientação de um especialista.

Clareadores dentais só poderão ser vendidos com receita médica. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) restringiu a comercialização, em janeiro de 2015, para prevenir danos provocados pelo uso inadequado e sem orientação do produto.

Assim, clareadores com concentração acima de 3% de peróxido de hidrogênio (substância comum neste tipo de produto) deverão ser prescritos por um dentista. Além disso, a Anvisa também estabeleceu que a venda só poderá ser feita em farmácias – antes supermercados, por exemplo, ofereciam o produto.

Após muitos anos de estudos, sabe-se que é uma técnica (clareamento) segura para o paciente, mas para isso ele deve ter o acompanhamento de um cirurgião-dentista. Sem orientação os clareadores podem causar efeitos adversos leves, como a sensibilidade, ou até mais graves, como reações alérgicas e inflamatórias.

Há duas técnicas de clareamento dental externo: uma realizada no consultório, com a aplicação de gel clareador na superfície dental, e outra “caseira”, na qual o paciente aplica o produto em casa com a ajuda de moleiras.

É preciso avaliar se o paciente apresenta uma condição bucal saudável, pois a presença de trincas nos dentes, dentina exposta pelo desgaste, cárie ou erosão dental podem aumentar muito a sensibilidade e o paciente pode não tolerar o tratamento.

Como funcionam os clareadores?

O clareamento dental ocorre pela decomposição do agente clareador: o peróxido de carbamida em peróxido de hidrogênio ou diretamente o peróxido de hidrogênio. Radicais livres são liberados e eles reagem com as moléculas do pigmento levando ao clareamento das manchas.

Os clareadores não devem ser usados por todos. Há restrição quanto à aplicação em gestantes, pacientes com histórico de alergia aos materiais clareadores, pacientes que relatam ter dentes hipersensíveis e crianças e jovens com idade inferior a 16 anos. Não é proibido, mas precisa ser realizado com mais cautela e bem avaliado.

Outras mudanças

A nova norma também limita a propaganda para publicações especializadas e altera as embalagens, que passarão a ter a frase "venda sob prescrição odontológica".

Para agendar sua consulta ou exame, ligue agora: (11) 4121-9000

ou acesse www.acessosaudesbc.com.br ACESSO SAÚDE de São Bernardo do Campo

QUEM SOMOS:

A Acesso Saúde de São Bernardo do Campo é uma franquia da Rede Acesso Saúde criada no Paraná, É o primeiro e mais eficiente sistema de saúde, sem mensalidades, sem filas, com preços acessíveis à toda a população e tudo em um único lugar.

​Atualmente, com quase onze anos de experiência, além das unidades de Curitiba, a Acesso Saúde possui 21 unidades espalhadas pelo Brasil. Em toda a rede já foram realizadas mais de um milhão de consultas.

Toda essa experiência colocamos à sua disposição na Acesso Saúde de São Bernardo do Campo. Em seus mais de 700 m2, possuímos dezenas de consultórios com profissionais renomados dos mais importantes hospitais do Brasil que atendem em todas as especialidades médicas, realizam mais de 1200 diferentes tipos de exames laboratoriais e todos os exames de imagens.

​Tudo isso com alta tecnologia, sem filas, sem demora, a preços acessíveis, com qualidade, assertividade e atendimento inigualáveis.

#Fonoaudiologia #ginecologia #mioma #embolização #TomasSmithHoward #Endocrinologia #Metabologia #Ginecologia #Obstetrícia

Posts Em Destaque