SEM MEDO DO TRATAMENTO DO CÂNCER DE PRÓSTATA


Um homem recebe a notícia de que tem um câncer na próstata e imediatamente começa a imaginar o tratamento e se depara com dois medos principais: impotência e infertilidade. Mas é preciso ter calma.

Apesar de qualquer tratamento deste tipo provocar, sim, alguma alteração sexual e reprodutiva, a qualidade de vida volta com o tempo e muitos dos problemas mais temidos nestes casos têm solução.


É muito importante que o paciente conheça os riscos antes de iniciar tratamento. i muitos homens reclamam que não ejaculam mais depois da cirurgia. Mas isto é claro. Sem a próstata, não há como ejacular. Por outro lado, o orgasmo pode ser mantido na maioria dos casos. Tudo isso deve ser conversado com o médico antes do tratamento em si. É só uma questão de tempo para que a qualidade de vida do paciente volte,


O câncer de próstata costuma atingir homens a partir de 45 anos e é hoje o mais comum entre os que têm mais de 50 anos. Abaixo, listamos as principais dúvidas dos homens sobre o assunto.


Quais os tratamentos para o câncer de próstata?

Radioterapia e/ou cirurgia de retirada da próstata.


Vou ficar infértil após o tratamento?

Com a retirada da próstata o indivíduo deixa de ejacular, ficando, portanto, infértil. Ele não perde, porém, a sensação do orgasmo. Já com a radioterapia, o indivíduo vai deixando de ejacular aos poucos, mas também continua sentindo orgasmos.


Vou perder a ereção após a cirurgia?

A cirurgia provoca certa lesão na ereção, que pode voltar em boa parte dos casos. Homens acima de 65 anos têm cerca de 30% de chance de voltar a ter o mesmo nível de ereção que tinham antes do procedimento. Aqueles abaixo de 60 anos têm de 60 a 70% de chance.


Como reduzir a perda de ereção com o tratamento?

A cirurgia deve ser tecnicamente bem realizada e espera-se que o tumor não seja grande o bastante para ter afetado os nervos da ereção.


Vou deixar de ter orgasmo após o tratamento?

Apenas 20% dos homens reclamam de alteração na sensação do orgasmo. Mesmo que “a seco”, o orgasmo tende a se manter satisfatório para aqueles que não o perderam.


Fiz a cirurgia e fiquei com problema de ereção. Tem como resolver?

Sim. Atualmente o problema da ereção pode ser resolvido por via oral (com comprimidos), por injeções aplicadas diretamente no pênis pouco antes do ato sexual ou até mesmo com a implantação de próteses penianas.


Vou iniciar o tratamento. Poderei ter filhos depois?

Pelos meios tradicionais, não. Mas é possível congelar o sêmen antes da cirurgia ou fazer aspiração de espermatozóides dos testículos (ou do epidídimo) nos homens já operados.


Na Clínica ACESSO SAÚDE de São Bernardo do Campo, você encontrará os melhores urologistas para o seu exame e tratamento. Agende já a sua consulta: 4121-9000

#Fonoaudiologia #ginecologia #mioma #embolização #TomasSmithHoward #Endocrinologia #Metabologia #Ginecologia #Obstetrícia

Posts Em Destaque