TRATAMENTO DE CANAL


Um dos grandes tabus na hora de falar de cuidados dentais é o tratamento de canal. Temido por muitos, o tratamento de canal é um procedimento que busca reparar e tentar salvar dentes que já estejam muito prejudicados. Mesmo assim, ao contrário do que muitos pensam, o tratamento de canal pode ser um procedimento tranquilo.


Um dentista ou endodontista realiza o tratamento de canal para tratar problemas relacionados com a parte central do dente, a polpa dentária. No passado, dentes com polpas comprometidas eram frequentemente extraídos.


Atualmente, o tratamento de canal confere aos dentistas uma maneira segura de salvar dentes.A polpa dentária é o tecido mole que contém nervos, vasos sanguíneos e tecido conjuntivo. Ela está localizada no interior do dente e se estende da coroa dentária à ponta da raiz dentária. A raiz dentária está inserida dentro do osso da maxila ou mandíbula. Quando a polpa está doente ou sofreu lesões e não consegue se recuperar sozinha, ela necrosa.


As causas mais comuns de necrose pulpar são fratura dentária ou cárie dentária profunda. Esses dois problemas podem permitir que bactérias entrem na polpa, causando uma infecção dentro do dente.Se o problema não for tratado, forma-se uma coleção purulenta (pus) na ponta da raiz dentro do osso maxilar ou mandibular, chamada de abscesso. Um abscesso pode causar danos no osso ao redor do dente.


Quando a polpa infectada não é removida, podem resultar dor e edema (inchaço). Alguns subprodutos da infecção podem causar lesões nos ossos maxilares. Sem tratamento, seu dente pode precisar ser extraído.


O tratamento de canal, geralmente, requer de uma a três visitas. Durante o tratamento, um dentista clínico geral ou endodontista (dentista especializado em problemas da polpa) remove a polpa comprometida. A câmara pulpar e o canal radicular do dente são desinfetados e obturados.Um dente restaurado pode durar a vida toda se você continuar a cuidar dos dentes e gengiva. Entretanto, check-ups regulares são necessários. Uma vez que a raiz dentária de um dente tratado é nutrida pelos tecidos ao seu redor, seu dente permanecerá saudável.




Tratamento de canal dói?

Antigamente, tratamentos de canal eram famosos por serem trabalhosos e causarem grandes dores aos pacientes durante e após o tratamento. Hoje em dia, a endodontia, área que cuida de procedimentos na parte interna do dente, usa técnicas muito mais avançadas e menos agressivas para fazer o tratamento de canal, preservando assim o dente e também o paciente.

Hoje em dia, o tratamento de canal é feito com anestesia local e pode ser realizado também com o auxílio de aparelhos de microscopia, que têm muito mais precisão na hora de acessar a área infectada e de desobstruir os canais internos do dente.


Alternativas para o tratamento de canal

O tratamento de canal é ainda uma das melhores alternativas para casos mais graves de cáries ou traumas. Isso porque, na maioria dos casos, a única alternativa viável para solucionar esses problemas e evitar que afetem outros dentes é a extração do dente, procedimento que a maioria dos dentistas prefere evitar, já que se trata de um processo muito mais agressivo e trabalhoso para o paciente.


Sintomas que podem indicar a necessidade de um tratamento de canal:


- Fortes dores de dente

- Dores na mandíbula e no maxilar

- Sensibilidade a temperaturas quentes e frias

- Sensibilidade ao mastigar

- Sensação de latejo

- Inchaço no rosto, pescoço ou cabeça

Para mais informações ou para agendar sua consulta, entre em contato com a unidade da ACESSO SAÚDE SÃO BERNARDO DO CAMPO - Rua Marechal Deodoro, 307 - Centro Tel. (11) 4121-9000

#ginecologia #mioma #embolização #TomasSmithHoward #Endocrinologia #Metabologia #Ginecologia #Obstetrícia

Posts Em Destaque